Postagens populares

Poema: Soneto da Separação - Vinícius de Moraes

11/12/2014
Soneto de separação
      Vinícius de Moraes

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente./>

2 comentários

  1. Vinicius é tããão <3 <3 <3 Esse é um dos meus sonetos preferidos dele.

    http://blogconexoesliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Sintam-se a vontade. ♥
Siga o blog também no:

Facebook
Twitter
We Heart It
Instagram

ADS

 
Desenvolvido por Michelly Melo.