Postagens populares

Poema: Confesse

08/11/2014


Confesse
      ( Maria Eduarda Soffiati)

Como posso ao mundo gritar,
Tudo que sinto sem aparentar
A minha loucura e o meu mundo perdido ?
Como posso ser o que sou,
Sem que digam você errou
Sem mesmo ter me errado?
Simplesmente irei dizer:
Não me importo com você.
Mesmo que eu continue a importar.
Irei dizer não, ao que não é da minha essência.
E dizer sim, ao que quero sem ausência.
E se mesmo assim continuar,
Com seus apontamentos de defeitos pelo ar
Vou então me transformar
No que você diz que sou.
Quem sabe assim,
Assuma que errou.

/>

Nenhum comentário

Postar um comentário

Sintam-se a vontade. ♥
Siga o blog também no:

Facebook
Twitter
We Heart It
Instagram

 
Desenvolvido por Michelly Melo.